Como será o digital no Rio de Janeiro após a pandemia?

Não apenas no Rio de Janeiro, mas em todo o mundo haverá uma mudança no universo digital após o fim da pandemia causada pelo COVID-19. Pessoas em todo o planeta tiveram suas rotinas e vidas alteradas por conta da pandemia e mesmo após meses de quarentena, ainda é difícil se acostumar com as mudanças.

Separamos alguns tópicos que visam prever como será o mundo virtual após o fim da pandemia.

A mudança na vida online

Uma das principais mudanças será que agora estaremos ainda mais acostumados a utilizar o mundo virtual em nosso dia-a-dia. Durante o período de isolamento social, passamos a estudar e trabalhar através de telas, graças a internet conseguimos realizar tarefas importantes em nossas vidas. Entretanto, nada substitui o contato humano, mas todo esse período teria sido bem pior caso não existisse chamadas de vídeo ou aplicativos de reunião.

Voltaremos a nos encontrar pessoalmente, entretanto, os serviços virtuais serão utilizados com frequência. O e-commerce vinha crescendo mesmo antes da pandemia, foi muito impulsionado durante este período. Antigamente, era comum que as pessoas tivessem as suas dúvidas sobre realizar compras on-line, entretanto, é cada vez mais fácil ver pessoas realizando a compra de produtos e serviços pela internet.

Invista no E-commerce

Se você é um empresário e está pensando em formas de fazer com que a sua marca venda on-line, está na hora de começar a investir em plataformas de vendas que viabilizam e impulsionam o seu negócio. Atualmente, os consumidores estão confiando cada vez mais nas compras on-line, sendo assim, o seu negócio terá inúmeras vantagens.

Para iniciar as suas vendas no mundo virtual, é recomendado que você contrate uma agência especializada nisso, pois eles saberão como selecionar as melhores plataformas e configurá-las de acordo com as suas necessidades. Além disso, o seu investimento inicial é baixo e você não terá que ter um estoque muito vasto. Se você está empreendendo um novo negócio, o e-commerce é uma das melhores formas de começar.

Em contraposição a loja física, com um e-commerce você poderá funcionar 24 horas por dia e sete dias por semana, além de toda a infraestrutura necessária ser bem mais básica, visto que você poderá fazer todos os procedimentos da sua casa. 

Para você ter uma ideia da grandiosidade do e-commerce, durante o período da pandemia, as vendas on-line cresceram 48,3% quando comparadas ao mesmo período de 2019. Mesmo quem nunca vendeu pela internet passou a considerar essa possibilidade, visto que ela só tende a crescer.

Prateleiras virtuais

Hoje em dia, se você quiser, nem precisa ir até o supermercado. Podemos navegar por prateleiras virtuais de um site ou aplicativo de compras em nossa própria casa, tudo ocorre de forma rápida e organizada. Sendo assim, fazer a migração para plataformas digitais não é uma possibilidade apenas para grandes empresas, atualmente empresas que estavam restritas a estabelecimentos físicos passaram a se adaptar para entregar os seus produtos, tudo com segurança e higiene.

Dessa forma, você poderá consumir o produto ou serviço de pequenas empresas. Mesmo empresas que não possuem integração a sites ou aplicativos para venda online, ainda oferecem a opção de receber a sua lista de compras através de algum aplicativo de mensagem, assim, eles podem programar a sua entrega até a sua casa rapidamente.

O Marketplace

O Marketplace é uma estratégia que pode ser muito vantajosa para você. Consiste em uma plataforma que funciona como um shopping e que conta com vários vendedores ou prestadores de serviço em um mesmo lugar. É comum que elas trabalhem com algum nicho no mercado, como alimentação, vestuário, imóveis, livros, dentre outros.

Entretanto, os consumidores não costumam notar as diferenças entre comprar em um marketplace e e-commerce. Ambas as plataformas costumam ser parecidas, tanto no layout quanto na hora de efetuar o pagamento. A maior diferença entre as plataformas está na grande oferta de produtos e serviços que você encontra na marketplace.

Se deseja investir em um marketplace, é bom considerar que em um e-commerce você será o responsável por todas as etapas, indo do estoque até a logística de entrega e devolução. Já em um marketplace, todas essas serão responsabilidades dos fornecedores. Entretanto, é importante que você se atente a escolher os melhores fornecedores, para gerenciá-los e investir em marketing para atrair mais clientes para o seu negócio.

Tudo para não sair de casa

Os sistemas de distribuição online, chamados de sistemas de delivery, também cresceram muito com a pandemia e devem continuar a se expandir. Devido à necessidade de manter o distanciamento social, as empresas se adaptaram rapidamente à ideia de entregar produtos aos clientes. Por exemplo, segundo dados do app Rappi, na América Latina, o aumento foi de 30%, com foco nos pedidos de farmácias, restaurantes e supermercados.

Essa tendência não se limita às pequenas empresas, grandes empresas têm investido em estratégias digitais para vender e atender às necessidades dos consumidores. Nesta pandemia, a revolução digital alcançou um impulso extraordinário. A partir de agora, todos vamos questionar a necessidade de sair para consumir bens e serviços, vamos ser mais seletivos, não vamos?

gigantecom

(11) 98612-4461

(11) 2536-4182

contato@gigantecom.digital

CNPJ 38.321.195.0001-44

Estrada do Elenco, 50 – Jardim São 

Domingos Guarulhos – SP 07142-000 Brasil

Todos os direitos reservados a gigantecom

com <3 feito em São Paulo.