Como diagnosticar um site ruim?

Criar um site é uma das principais formas de construir a presença online de uma marca. Nesse ciberespaço, você pode receber consumidores e se apresentar ao mundo, vender seus produtos e serviços, contribuir com conteúdo em seu blog, expor seus dados de contato e muito mais.

O problema é quando seu site é mal feito. Se as páginas demorarem muito para carregar, se não aparecerem no Google, se o conteúdo foi copiado de outro site, significa que seu site não está contribuindo para o seu marketing digital. Pior ainda, pode prejudicar sua reputação na web e fazer com que sua empresa perca oportunidades de negócios.

Que situação ruim, não é? Então agora vamos ver algumas dicas para consertar um site mal feito e evitar que ele afete ainda mais a sua marca.

Como um site ruim pode prejudicar a minha empresa?

O principal problema de um site mal feito é fornecer uma experiência ruim ao usuário. Os visitantes chegam ao seu site sentindo que sua marca não é bem-vinda, incapazes de encontrar ou realizar o que desejam e se sentem frustrados.

Imagine um cliente entrando em uma loja ou escritório de tijolo e argamassa. Se o espaço estiver bagunçado, se as luzes não estiverem acesas, se não houver garçom para orientar, como você acha que os clientes vão se sentir? É a mesma sensação ao entrar em um site mal elaborado.

Dessa forma, a reputação da marca no mercado será prejudicada. Como alguém pode ter confiança para comprar de uma empresa que nem consegue consertar seu site? Além de perder clientes e oportunidades, a marca também pode sofrer críticas negativas na internet, prejudicando ainda mais sua imagem.

Isso também se reflete nos principais sites que as pessoas usam para encontrar informações na web. Se você não tiver um site confiável, o Google não exibirá sua página nos resultados de pesquisa. Seu concorrente aparece – então você perde sua participação de mercado.

Por isso, ter um site que funcione bem é fundamental para fortalecer sua marca na internet. Você fornece uma experiência valiosa para seus visitantes e aumenta a confiança de seus clientes em potencial. Nos primeiros rankings do Google, as marcas ganham visibilidade e autoridade. Com isso, os resultados do marketing digital são multiplicados.

Como posso diagnosticar um site ruim?

Como usuário, você percebe quando chega a um site mal projetado, não é? Não parece bom, as coisas não funcionam, você não pode fazer o que quer. Aqui estão os principais sintomas de um site problemático:

 

O site é lento

Um dos principais sinais de um site mal feito é a baixa velocidade de carregamento. Na Internet, ninguém quer esperar muito tempo para abrir uma página. Se demorar muito, a pessoa abandona a visita e vai para outra aba do navegador. O carregamento lento é principalmente devido ao código do site, peso da imagem e qualidade da hospedagem.

 

O site não tem um layout atraente

Sabe quando você visita um site e parece tão desagradável que quer sair imediatamente? Os layouts podem parecer desatualizados, os visuais podem ser poluídos, as cores podem ser mal escolhidas, os elementos podem ficar confusos, as imagens podem ser de baixa qualidade…

Quando isso acontece, mostra que o design não foi bem pensado. Na web, existem algumas práticas recomendadas a serem seguidas para criar layouts atraentes e agradáveis que ajudem os usuários em vez de atrapalhá-los.

 

O visitante não consegue encontrar o que quer

Se os usuários se sentirem perdidos, é sinal de que o site está com problemas de usabilidade. A pessoa não conseguiu encontrar o que procurava porque o menu estava confuso, porque a busca interna não funcionou ou porque o link não abriu.

O visitante parece estar preso em um labirinto e encontra um beco sem saída… então a pessoa não consegue fazer o que quer, fica frustrada e sai do site.

 

O site não aparece no Google

Não aparecer no Google é um problema comum em sites ruins. Erros de rastreamento podem ocorrer quando o Google não consegue rastrear e indexar um site em seus sistemas. Portanto, quando um usuário realiza uma pesquisa, o site não pode aparecer nos resultados.

Mas também pode ser que o Google consiga rastrear e indexar o site, mas ao avaliá-lo percebe que o mesmo não oferece uma boa experiência. Os mecanismos de pesquisa só querem mostrar sites valiosos para os usuários em seus rankings

O site não é responsivo

Um site bem projetado precisa funcionar em dispositivos móveis. Não se pode mais admitir que os sites não são projetados para usuários de smartphones, que são a maioria das visitas a muitos sites e lojas virtuais.

Um site mal feito para dispositivos móveis apresentará sinais como falta de adaptação ao tamanho da tela e dificuldade em clicar em links e botões e visualizar imagens.

Seu site está apresentando alguns dos problemas citados acima? Chame a GIGANTECOM para conversar, temos a solução para você.

gigantecom

(11) 98612-4461

(11) 2536-4182

contato@gigantecom.digital

CNPJ 38.321.195.0001-44

Estrada do Elenco, 50 – Jardim São 

Domingos Guarulhos – SP 07142-000 Brasil

Todos os direitos reservados a gigantecom

com <3 feito em São Paulo.